Notícias do Mercado

13 maio 2015

American focus: Dollar on track for worst day in a week after disappointing data

Dollar is down 1.1% against euro, on track for its largest one-day drop since March 6

The dollar was having its worst day in two weeks Wednesday, as several disappointing reports on the U.S. economy prompted investors to rethink the timing of the Federal Reserve's first interest-rate increase since 2006.

The dollar was down more than 1.1% against the euro after the data. On March 6, the dollar finished 1.2% lower against the shared currency.

Economists and analysts had expected retail sales to rebound in April after three months of declines. Instead, spending was flat, with sales excluding automobile sales increasing by a paltry 0.1%, according to the Commerce Department falling short of the consensus forecast of 0.4% from a MarketWatch survey of economists.

Prices of goods exported from the U.S. dropped 0.7% in April, missing a consensus estimate for a 0.2% and 0.3% decline.

The dollar continued to weaken after the Commerce Department announced that March business inventories rose by 0.1%, lower than the 0.2% increase that economists had expected.

Omer Esiner, chief market analyst at Commonwealth Foreign Exchange, said that the retail-sales number -- which was today's marquee data release -- was a "big disappointment," providing more evidence that the widely anticipated spring rebound for the U.S. economy has been "very lackluster."

"This is the type of number that's going to remove the possibility of a Fed rate hike in June, and it raises further doubts about the likelihood of a July or September move by the Federal Reserve," Esiner said.

The timing of the Federal Reserve's first interest-rate increase since 2006 continues to be the most significant factor driving trading in the foreign-exchange market, Esiner said. The Fed has repeatedly promised to be "data dependent" when determining the timing of the first rate increase, and any data that could give policy makers cause to delay a hike would likely weigh on the dollar.

Higher interest rates would increase the return on dollar-denominated deposits and support the currency by attracting more flows from foreign investors.

The buck retreated Tuesday after two sessions of moderate gains. The U.S. currency depreciated against the euro for a fourth consecutive week last Friday, and is down nearly 1% against the euro so far this week.

The dollar has depreciated more than 8% against the shared currency since it reached a more than 12-year high in mid- March.

O foco de mercado
  • BOJ keeps policy steady, signals chance of easing in October
  • UK retail sales fell slightly in August
  • Fed lowers interest rates by 25 basis points, as expected
  • SNB leaves policy rate unchanged at -0.75%

O material postado é apenas para fins informativos e confiança nele pode levar a perdas. Os resultados passados não são um indicador confiável de resultados futuros. Por favor, leia o nosso aviso legal na integra.

Abrir Conta Demo
Compreendo e aceito a Política de Privacidade e concordo que os meus dados sejam processados pela TeleTrade e usados para os seguintes efeitos:
37 Prémios Internacionais
Alguma Questão?
Estamos prontos para ajudá-lo em cada etapa da sua experiência de negociação oferecemos apoio ao cliente multilingue 24/5.

Siga-nos

Aviso de Risco: Negociar Forex e CFDs na margem acarreta um alto nível de risco e pode não ser adequado para todos os investidores. Os CFDs são instrumentos complexos e apresentam um alto risco de perder o dinheiro rapidamente devido à alavancagem. 71% das contas de investidores de retalho perdem o dinheiro quando negociam CFDs por meio deste provedor. Deve considerar se entende como funcionam os CFDs e se pode correr o risco de perder o seu dinheiro. Antes de negociar, deve ter em consideração o seu nível de experiência e situação financeira. A TeleTrade esforça-se para lhe fornecer todas as informações necessárias e medidas de proteção, mas se os riscos ainda não estiverem claros para si, por favor, procure aconselhamento independente.

© 2011-2018 TeleTrade-DJ International Consulting Ltd

A TeleTrade-DJ International Consulting Ltd está registada como uma Empresa de Investimento do Chipre (CIF) sob o número de registo HE272810 e licenciada pela Comissão de Valores Mobiliários do Chipre (CySEC) sob o número de licença 158/11.

A empresa opera de acordo com a Diretiva de Mercados de Instrumentos Financeiros (MiFID).

As informações contidas neste site são apenas para fins informativos. Todos os serviços e informações fornecidos foram obtidos de fontes consideradas fidignas. A TeleTrade-DJ International Consulting Ltd ("TeleTrade") e/ou terceiros provedores de informação fornecem os serviços e informações sem qualquer tipo de garantia. Ao usar essas informações e serviços, concorda que sob nenhuma circunstância a TeleTrade terá qualquer responsabilidade perante qualquer pessoa ou entidade por qualquer perda ou dano parcial ou total causado pela confiança em tais informações e serviços.

A TeleTrade coopera exclusivamente com instituições financeiras regulamentadas para segurança dos fundos dos clientes. Por favor, consulte toda a lista dos bancos e prestadores de serviços de pagamento encarregados do tratamento dos fundos dos clientes.

Por favor, leia os nossos Termos de Uso.

Para maximizar a experiência de navegação dos nossos visitantes, a TeleTrade utiliza cookies nos serviços web. Ao continuar navegando neste website, concorda com o uso de cookies. Se não concordar, poderá alterar as configurações do seu navegador a qualquer momento. Leia mais.

A TeleTrade-DJ International Consulting Ltd presta actualmente os seus serviços numa base transfronteiriça, nos Estados do EEE (excepto na Bélgica) ao abrigo do regime de passaporte MiFID, e em determinados países terceiros . A TeleTrade não fornece os seus serviços para residentes ou nacionais dos EUA.